Identificação e atendimento rápido de pacientes graves é a principal vantagem do Sistema Manchester de Classificação de Risco, que começa a funcionar no dia 26 de Novembro de 2014, no Hospital Baptista de Sousa.

O sistema de triagem por prioridade consiste numa avaliação e observação do utente, que se apresenta nas urgências, com o objectivo de estabelecer prioridades de atendimento, de modo a reduzir o tempo de espera no serviço, e garantir que os utilizadores recebam o tratamento adequado ao seu estado de saúde. Assim, através deste sistema é classificada a gravidade de cada utente, dando prioridade aos casos onde exista perigo de vida.

O Sistema de Triagem de Manchester é um protocolo com validação científica e certificado internacionalmente, criado pelo Grupo de Avaliação de Risco de Manchester e implementado em 1997. Está em vigor, com elevadas taxas de sucesso, em hospitais de diversos países como Portugal, Espanha, Reino Unido, Suíça, Brasil, etc.

O porquê de um sistema de triagem?

As urgências hospitalares existem para o atendimento rápido das situações de risco para a saúde, entretanto têm sido usados por uma larga franja da população sem critérios de gravidade. Então é necessário priorizar as situações de risco.

Como se faz a triagem de prioridades pelo Protocolo de Manchester?

Após a identificação, o utente é atendido por um enfermeiro que, após analisar o seu estado de saúde, através de questionamentos sobre o motivo de vinda à urgência e do exame de alguns parâmetros objectivos, lhe confere uma pulseira, cuja cor traduz a urgência do seu atendimento.

Como se organiza o atendimento?

O tempo médio de espera, até ser atendido pelo médico, é calculado com base na urgência da condição do utente, segundo as cores:

  • Vermelho (EMERGENTE): o atendimento é imediato;
  • Laranja (MUITO URGENTE): o atendimento acontecerá, em média, em 10 minutos, e o utente aguarda no interior do Serviço de Urgência;
  • Amarelo (URGENTE): o atendimento acontecerá, em média, em 60 minutos, e o utente aguarda no interior do Serviço de Urgência;
  • Verde (POUCO URGENTE): aguardará na sala de espera a sua vez, que será quando não houver doentes mais graves para serem tratados, em média em 120 minutos;
  • Azul (não urgente): aguardará na sala de espera a sua vez, que será quando não houver doentes mais graves para serem tratados, em média em 240 minutos.